Edições Anteriores
Last Editions

X RioHarpFestival


Em sua décima edição, o RioHarpFestival consolida em nosso calendário musical um encontro entre a tradição e a contemporaneidade. Desde as liras medievais até a harpa contemporânea, o festival possibilita ao público uma experiência cultural única de acesso gratuito às diversas matizes sonoras, estéticas e culturais. 

A harpa fez do Brasil fonte de novas origens de estilo, ritmo e melodia, que deram à harpa uma dimensão brasileira. Por essa vocação antropofágica, de acolher a novidade, processá-la e devolvê-la em novas influências, a harpa se fez também brasileira. Essa assimilação ganha força neste encontro e em oportunidades como esta, que certamente ajudarão a difundir esse instrumento e a habituar ainda mais a nossa escuta e sensibilidade a um timbre que só enriquece o Brasil e seu patrimônio musical. 

Click here for more 

IX RioHarpFestival


O RioHarpFestival chega a sua 9a edição  promovendo uma viagem pela história e pelas culturas do mundo. Viagem em que a música é o meio de transporte. Conta com músicos de dezenas de países, de todos os continentes. Ajuda a difundir a Harpa, um dos mais antigos instrumentos já criados, testemunha a história da humanidade, não só por sua idade, mas por ter sido adotado em diferentes culturas. Contribui para a preservação do instrumento e de tudo o que ele representa. Portanto, é uma viagem que nos convida, também, ao futuro. Sejam bem-vindos. 

Click here for more


VIII RioHarpFestival


Um evento como o RioHarpFestival - Música no Museu, que chega a sua oitava edição, é uma viagem pela história e pelas culturas do mundo. Viagem em que a música é o meio de transporte. Conta com músicos de dezenas de países, de todos os continentes. Ajuda a difundir a Harpa, um dos mais antigos instrumentos já criados, testemunha da história da humanidade, não só por sua idade, mas por ter sido adotado em diferentes culturas. Contribui para a preservação do instrumento e de tudo o que ele representa. Valoriza sua ecleticidade. Incentiva sua renovação. Portanto, é uma viagem que nos convida, também, ao futuro. Sejam bem-vindos.

Click here for more 

VII RioHarpFestival


Das liras medievais até a harpa sinfônica  eletrônica,  o RioHarpFestival se caracteriza pela pluralidade de troca de experiências sonoras que lhe dão destaque no circuito mundial de harpa. Também cumpre um papeç importamte na cena musical, por oferecer a museus brasileiros novas oportunidades de vivência e atrativos, a partir do potencial agregador e transformador da música. 

Click here for more

VI RioHarpFestival

Em sua sexta edição, o RioHarpFestival consolida em nosso calendário musical um verdadeiro encontro entre tradição e contemporaneidade. Desde as liras medievais até a harpa contemporânea utilizadas em orquestras sinfônicas, o festival possibilita ao público uma experiência cultural única de acesso gratuito às diversas matizes sonoras, estéticas e culturais praticadas pelos harpistas de 25 países que participam do encontro. 

O RioHarpFestival tem também um papel estratégico para o posicionamento do Brasil no cenário musical e internacional, já que insere o país no circuito musical de harpas, ao lado da Austrália, Canadá, USA, França, Holanda, China, Inglaterra, entre outros.

Click here for more

V RioHarpFestival

Em sua quinta edição, o RioHarpFestival consolida em nosso calendário musical um verdadeiro encontro entre tradição e contemporaneidade. Desde as liras medievais até a harpa contemporânea utilizadas em orquestras sinfônicas, o festival possibilita ao público uma experiência cultural única de acesso gratuito às diversas matizes sonoras, estéticas e culturais praticadas pelos harpistas de 25 países que participam do encontro.

O RioHarpFestival tem também um papel estratégico para o posicionamento do Brasil no cenário musical e internacional, já que insere o país no circuito musical de harpas, ao lado da Austrália, Canadá, USA, França, Holanda, China, Inglaterra, entre outros.

Click here for more


IV RioHarpFestival

Em sua quarta edição, o RioHarpFestival consolida em nosso calendário musical um verdadeiro encontro entre tradição e contemporaneidade. Desde as liras medievais até a harpa contemporânea utilizadas em orquestras sinfônicas, o festival possibilita ao público uma experiência cultural única de acesso gratuito às diversas matizes sonoras, estéticas e culturais praticadas pelos harpistas de 25 países que participam do encontro.

O RioHarpFestival tem também um papel estratégico para o posicionamento do Brasil no cenário musical e internacional, já que insere o país no circuito musical de harpas, ao lado da Austrália, Canadá, USA, França, Holanda, China, Inglaterra, entre outros.

Click here for more

III RioHarpFestival

Em sua terceira edição, o RioHarpFestival consolida em nosso calendário musical um verdadeiro encontro entre tradição e contemporaneidade. Desde as liras medievais até a harpa contemporânea utilizadas em orquestras sinfônicas, o festival possibilita ao público uma experiência cultural única de acesso gratuito às diversas matizes sonoras, estéticas e culturais praticadas pelos harpistas de 25 países que participam do encontro.

O RioHarpFestival tem também um papel estratégico para o posicionamento do Brasil no cenário musical e internacional, já que insere o país no circuito musical de harpas, ao lado da Austrália, Canadá, USA, França, Holanda, China, Inglaterra, entre outros.

Apesar de não ter origem no Brasil, fez do Brasil uma fonte de novas origens de estilo, ritmo e melodia, que deram à harpa uma dimensão brasileira, hoje reconhecida no mundo. Por nossa vocação antropofágica, de acolher a novidade, processá-la e devolvê-la em novas linguagens e influências, a harpa se fez também brasileira. Essa assimilação ganha força neste encontro e em oportunidades como esta, que certamente ajudarão a difundir esse instrumento e habitua ainda mais a nossa escuta e sensibilidade a um timbre que só enriquece o Brasil e seu patrimônio musical. 

Click here for more



II RioHarpFestival

Em sua seguda edição, o RioHarpFestival consolida em nosso calendário musical um verdadeiro encontro entre tradição e contemporaneidade. Desde as liras medievais até a harpa contemporânea utilizadas em orquestras sinfônicas, o festival possibilita ao público uma experiência cultural única de acesso gratuito às diversas matizes sonoras, estéticas e culturais praticadas pelos harpistas de 25 países que participam do encontro.

O RioHarpFestival tem também um papel estratégico para o posicionamento do Brasil no cenário musical e internacional, já que insere o país no circuito musical de harpas, ao lado da Austrália, Canadá, USA, França, Holanda, China, Inglaterra, entre outros.

Apesar de não ter origem no Brasil, fez do Brasil uma fonte de novas origens de estilo, ritmo e melodia, que deram à harpa uma dimensão brasileira, hoje reconhecida no mundo. Por nossa vocação antropofágica, de acolher a novidade, processá-la e devolvê-la em novas linguagens e influências, a harpa se fez também brasileira. Essa assimilação ganha força neste encontro e em oportunidades como esta, que certamente ajudarão a difundir esse instrumento e habitua ainda mais a nossa escuta e sensibilidade a um timbre que só enriquece o Brasil e seu patrimônio musical. 

Click here for more

I RioHarpFestival

Em sua primeira edição, o RioHarpFestival consolida em nosso calendário musical um verdadeiro encontro entre tradição e contemporaneidade. Desde as liras medievais até a harpa contemporânea utilizadas em orquestras sinfônicas, o festival possibilita ao público uma experiência cultural única de acesso gratuito às diversas matizes sonoras, estéticas e culturais praticadas pelos harpistas de 25 países que participam do encontro.

O RioHarpFestival tem também um papel estratégico para o posicionamento do Brasil no cenário musical e internacional, já que insere o país no circuito musical de harpas, ao lado da Austrália, Canadá, USA, França, Holanda, China, Inglaterra, entre outros.

Apesar de não ter origem no Brasil, fez do Brasil uma fonte de novas origens de estilo, ritmo e melodia, que deram à harpa uma dimensão brasileira, hoje reconhecida no mundo. Por nossa vocação antropofágica, de acolher a novidade, processá-la e devolvê-la em novas linguagens e influências, a harpa se fez também brasileira. Essa assimilação ganha força neste encontro e em oportunidades como esta, que certamente ajudarão a difundir esse instrumento e habitua ainda mais a nossa escuta e sensibilidade a um timbre que só enriquece o Brasil e seu patrimônio musical. 

Click here for more